Menu Filtro

Correndo em ambientes frios

Leia mais sobre hipotermia e hipotermia – comportamento de trilha

Correr em temperaturas mais baixas tende a ser mais agrad√°vel e proporciona um melhor desempenho do que correr em ambientes quentes. Mas em ambientes muito frios, com temperaturas mais pr√≥ximas aos 0¬ļC, √© necess√°rio tomar alguns cuidados para evitar problemas como a hipotermia e especialmente les√Ķes, que tendem a ser mais comuns em ambientes muito frios.

Neste artigo trago algumas dicas que associadas a um bom planejamento e preparo poder√£o lhe ajudar a treinar e competir sem precisar vivenciar esses problemas.

Ao correr em ambientes mais frios o seu organismo ir√° precisar consumir mais energia do que em temperaturas mais amenas pois al√©m de alimentar o esfor√ßo f√≠sico do treino uma boa quantidade de energia ser√° necess√°ria para manter a sua temperatura central a 37¬ļC e evitar a hipotermia. Se a transi√ß√£o para o ambiente frio for abrupta como em uma viagem a outro pa√≠s, maior cuidado voc√™ dever√° ter inclusive sendo recomend√°vel que voc√™ fa√ßa uma aclimata√ß√£o se expondo ao ambiente muito frio em doses dando oportunidade para o seu organismo se adaptar

O primeiro passo para evitar problemas √© estar ciente e tomar algumas precau√ß√Ķes:

-incorpore uma rotina de aquecimento antes do treino em um local abrigado e aquecido, prevenindo les√Ķes musculares e articulares;

-comece devagar, d√™ oportunidade para o seu organismo se adaptar √†s condi√ß√Ķes;

-considere adotar uma rotina de relaxamento ap√≥s o treino, que tamb√©m pode ajudar a prevenir les√Ķes;

-escolha vestimentas adequadas protegendo também seus pés e pernas. Considere a ação do vento, que pode reduzir significantemente a temperatura percebida pelo organismo (sensação térmica). Equipamentos que absorvem o suor da pele e são respiráveis ajudarão a regular a temperatura e a otimizar o consumo de energia enquanto um corta-vento irá reduzir a perda excessiva de calor;

-mantenha uma boa alimenta√ß√£o e hidrata√ß√£o e tenha reservas de energia r√°pida sempre √† m√£o. Lembre-se que voc√™ ir√° precisar de mais combust√≠vel para manter o seu organismo na temperatura ideal prevenindo a hipotermia e tamb√©m les√Ķes.

Cuidados adicionais devem ser observados em temperaturas extremamente baixas e locais com neve e gelo, pr√≥ximo ou abaixo de 0¬ļC:

-aten√ß√£o redobrada para n√£o escorregar (les√Ķes de estiramento muscular s√£o comuns) e cair uma vez que as superf√≠cies se tornam extremamente escorregadias com ou sem neve e gelo. Considere usar um t√™nis com mais tra√ß√£o e fortalecer grupos musculares das pernas que s√£o menos utilizados na corrida para maior estabilidade. Pode ser necess√°rio modificar o seu passo;

-aten√ß√£o √†s les√Ķes de congelamento (ulcera√ß√£o pelo frio ou frostbite) que afetam principalmente as extremidades (m√£os, p√©s, nariz e orelhas) e podem ocorrer dentro de curtos per√≠odos com exposi√ß√£o a temperatura real abaixo de 0¬ļC. Equipe-se adequadamente e verifique a sensibilidade nesses locais periodicamente.

Correr em ambientes frios pode ser bastante agrad√°vel mas considere treinar em ambientes fechados ou na esteira com temperaturas extremamente baixas. Todos os problemas associados com a corrida em ambientes frios podem ser evitados com um bom planejamento, bons equipamentos e preparo, al√©m de uma alimenta√ß√£o e hidrata√ß√£o balanceados e adaptados √†s novas condi√ß√Ķes.

Bons Treinos!

There are no responses so far.

Samanta Chu

Representante no Brasil e instrutora da Wilderness Medical Associates International (WMAI Brasil), ministra cursos no Brasil e no exterior desde 2011. Possui forma√ß√£o de T√©cnico de Emerg√™ncias M√©dicas para √Āreas Remotas (WEMT ‚Äď EUA), √© membro benfeitor do Grupo de Resgate em Montanha (Joinville, SC) e guia profissional conduzindo grupos em atividades outdoor diversas desde 2007.

Patrocínio

Apoio