Menu Filtro

Hiponatremia associada ao exercício físico

A hiponatremia associada ao exercício ou “intoxicação pela água” é uma condição que pode ocorrer com corredores de montanha e maratonistas e que pode levar à morte. Por seus sintomas serem muito semelhantes aos da desidratação ela é facilmente diagnosticada erroneamente resultando no agravamento da condição pela hidratação ainda mais excessiva.

Corredores podem chegar à hiponatremia associada ao exercício físico pela ingestão excessiva de líquidos antes e durante a atividade física intensa, o que acarreta na diluição dos sais no organismo e em edema cerebral.

Como acontece

A condição ocorre pela ingestão de água em excesso para combater a desidratação (especialmente quando há um regime de ingestão de líquidos com metas e quantidades específicas a serem seguidos durante a prova) e os primeiros sintomas são dor de cabeça, náusea, vômito, alterações de estado mental e, em estágios mais críticos, perda de coordenação, fraqueza muscular, convulsões e morte cerebral. Caso você apresente os primeiros sintomas mas esteja se hidratando com frequência fique atento! O tratamento de campo da hiponatremia é restringir a ingestão de líquidos simplesmente e buscar atendimento médico. A confirmação do diagnóstico ocorre pela medição da concentração de sódio no plasma sanguíneo no hospital ou em campo pela equipe médica com o equipamento adequado.

A melhor abordagem para a hiponatremia, assim como para diversas condições, é a prevenção. Beber líquidos em excesso durante as provas (seja água ou soluções eletrolíticas) não é recomendável e você não deve se forçar a beber mais durante a prova se não tiver vontade. A melhor estratégia atualmente, ao contrário do que se acreditou por muito tempo, é ingerir água para saciar a sede sem a preocupação de repor o peso perdido com a atividade (uma certa porcentagem de perda de peso corporal durante a prova é aceitável e esperada).

Bons treinos!

There are no responses so far.

Samanta Chu

Samanta Chu

Representante no Brasil e instrutora da Wilderness Medical Associates International, ministra cursos no Brasil e no exterior desde 2011. Com formação de Técnico de Emergências Médicas (EMT – EUA), é montanhista e escaladora há 17 anos e praticante de diversas atividades outdoor. Guia profissional, lidera viagens e expedições em ambientes naturais com caminhada, escalada/atividades verticais e caiaque oceânico há 10 anos.

Patrocínio

Apoio