Menu Filtro

Você sabe o que é SKYRUNNING? Saiba mais e melhore seus treinos

Para quem já está no mundo das corridas trail deve ter ouvido falar e até mesmo ter participado de provas desta modalidade, mas ainda temos muitas dúvidas do que realmente ela é.

E saber um pouco mais é importante para que possa não somente adquirir mais conhecimento geral do esporte, mas usar esta informação na sua preparação e treinos para competições desta modalidade que tem crescido muito graças ao trabalho profissional do seu atual presidente Rafael Aquino e dos treinadores Maison Cellarius e Débora Wanderck.

Aqui estão algumas informações e definições do que fazem de uma corrida trail ser Skyrunning: https://www.skyrunning.com/rules/

Disciplinas de Skyrunning

As disciplinas de Skyrunning estão listadas e definidas em detalhes abaixo. Os percursos devem ter uma inclinação média mínima de 6% sobre a distância total e pelo menos 5% da distância total deve ter uma inclinação de 30% ou mais. A dificuldade de escalada não deve ultrapassar o grau II° UIAA e o tempo de chegada deve ser inferior a 16 horas. O asfalto deve ser inferior a 15% da distância total.

As corridas que atingem mais de 4.000m de altitude podem excetuar os parâmetros habituais.

Sky – Corridas entre 20 km e 45 km de extensão. É aceita uma tolerância de 5% no comprimento.

Skyultra – Corridas entre 50 km e 80 km de extensão. Aceita-se tolerância de 5% no comprimento.

Vertical – Corridas apenas em subida com subida vertical mínima de 800m em terreno variável. A inclinação média mínima deve ser de 20% e 5% da distância total deve ser superior a 33% de inclinação.

Skyspeed – Corridas com subida vertical de 100m e inclinação mínima de 33%. Aceita-se uma tolerância de 5% na subida vertical.

Como treinador, uso as informações para organizar e definir o como e o que irei incluir na preparação de um atleta que está treinando para uma competição de skyrunning, e como já escrevi aqui, o perfil altimétrico influencia muito nisso também, assim como o peso corporal, e claro, a força e resistência.

Um trabalho muscular de base e organizado é algo essencial nesta preparação, pois garante maior proteção, já que a mudança de direção, pisada alterada pelo terreno e posição do corpo nas subidas e descidas, fazem com que a carga articular e estrutural do corpo seja levada ao limite muitas vezes. Além da proteção, este trabalho garante uma melhor recuperação dos treinos, possibilitando treinar mais vezes e de maneira mais forte e frequente.

Já na parte específica da corrida, a inclusão de treinos intervalados de velocidade no plano mesmo, tem participação essencial na melhora da estrutura muscular e celular, aumentado o VO2 máximo e com isso a capacidade de sustentar atividades de maior duração. Claro que cada treino depende de seu objetivo de distância e consequentemente de tempo de finalização, os ajustes são personalizados e finos para atingir o melhor resultado.

Se ainda não experimentou uma prova de Skyrunning, sugiro fortemente que o faça, pois irá se apaixonar.  Saiba que é pancadaria, mas vale muito á pena!

Bons treinos e nos vemos nas trilhas.

 

There are no responses so far.

Fábio Alonso (Tchê)

Fabio Moralles Alonso, mais conhecido por Tchê (48 anos), é fundador, coordenador geral e técnico da Trainer Assessoria desde 2003. Corredor amador que curte aventuras que vão da ultramaratona a desafios como o Km Social (2016), onde percorreu 1100 km em 21 dias em prol de um projeto social. Palestrante na área de treinamento em corrida saúde e motivacional. Apoiado pela marca Camelbak.

Patrocínio

Apoio