Menu Filtro

O que esperar do seu rendimento esportivo

Sempre me deparo com dúvidas de clientes sobre o rendimento não somente em provas, mas também em treinos. Isso é até comum, mas pode levar as pessoas a algumas análises e conclusões equivocadas.

Quando falamos em treinamento esportivo e, principalmente, em corrida, estamos falando de inúmeras variáveis, não somente físicas, mas emocionais e psicológicas que afetam diretamente o resultado do RENDIMENTO.

O atleta profissional tem toda uma estrutura por trás que o ajuda com estes fatores, mas o atleta amador, como eu e alguns que estão lendo este texto, tem que lidar e entender tudo que acontece com ele no passar dos dias, semanas, meses e anos e ir interpretando sem o conhecimento ideal para tal.

Pois bem, o que quero dizer é que, por exemplo, não se deve ficar comparando um treino com outro, pois temos que considerar o tempo, intensidade, volume, momento do ciclo de treino, temperatura, umidade, ciclo menstrual, stress, problemas pessoais, entre tantos outros fatores que alteram o nosso organismo direta ou indiretamente, resultando em uma performance diferente.

O que é preciso entender

Cada treino profissional tem um objetivo a ser atingido e um ciclo que foi pensado, elaborado e baseado em informações individuais de cada atleta em um determinado momento (considerando datas de evento, por exemplo), pois o rendimento esportivo máximo não se sustenta por semanas, ele diminui após atingir um pico e novamente é preciso reinicia-lo.

Neste reinício, partimos de um novo patamar e buscamos um novo pico e assim vamos de altos e baixos, treinos fortes e treinos regenerativos, descansos, alimentação e mais uma vez inúmeros fatores para que isso se repita e seja seguro para o atleta, permitindo seguir repetindo o máximo de vezes estes ciclos com um risco menor de lesões e pausas.

Ficou confuso? Siga a rotina que foi elaborada pelo seu treinador. Se não tem treinador, pesquise um na sua região, mas se quiser seguir na carreira solo, ok também. Só não queira somente render mais e mais o tempo todo, pois o risco de acabar lesionando ou ficando desmotivado será gigante.

Bons treinos!

There are no responses so far.

Fábio Alonso (Tchê)

Fabio Moralles Alonso, mais conhecido por Tchê (48 anos), é fundador, coordenador geral e técnico da Trainer Assessoria desde 2003. Corredor amador que curte aventuras que vão da ultramaratona a desafios como o Km Social (2016), onde percorreu 1100 km em 21 dias em prol de um projeto social. Palestrante na área de treinamento em corrida saúde e motivacional. Apoiado pela marca Camelbak.

Patrocínio

Apoio