Menu Filtro

Montanha para Todos – Superação na 7ª arte

Quando recebi dia 24 de abril de 2020 às 20:06 a seguinte mensagem “Em meio a este momento estranho e difícil que nos encontramos, uma boa notícia: ‘Julietti: Uma vida nas montanhas’ levou PRATA na categoria Documentary – Nature & Wildlife no NY Festivals TV & Film Awards 2020“ junto com a alegria de estar tendo um reconhecimento internacional, prêmio este que ganhamos concorrendo entre documentários do mundo todo e de renomados meios de comunicação, em questão de segundos vi passar em meus olhos uma verdadeira retrospectiva de tudo que tivemos que passar para chegar até aqui e estar recebendo esta prata que, para mim, tem sabor de Ouro, Platina, Diamante…
Como todos sabem minha vida mudou completamente em 2015 quando a Ju começou a perder a mobilidade e após eu perguntar para ela: “O que você mais gosta de fazer na vida?“, e ela responder: “Viajar e subir montanhas”. Comecei uma grande luta em busca de conseguir honrar minha promessa que onde ela quisesse ir eu a levaria e me apeguei fortemente nos 3 pilares que eu e a Ju decidimos que seriam a base de nossa nova vida. São eles: Determinação, Adaptação e Amigos. Rapidamente os amigos foram surgindo, as adaptações se concretizando e nós voltando para as montanhas. A partir daqui, vocês começaram a nos conhecer e eis que em 2016 recebo uma ligação do Máximo Kausch: “Velhão, já pensou em subir uma Alta Montanha com a Ju?”

Respondi que já, e que tinha conversado rapidamente com um colega que tinha acabado de voltar de uma para ter ideia dos perrengues e do que precisaria adaptar para tal feito, pois bem como hoje somos amigos posso dizer, tínhamos encontrado um cara mais louco que nós para abraçar essa ideia e junto com ele toda equipe da Gente de Montanha, que nos apoiou com toda a logística dessa expedição.
Daí para frente começamos a conversar sobre as adaptações na Julietti, vestuário que teríamos que utilizar na Ju para garantir que ela sobrevivesse às baixas temperaturas, pois ela não iria se movimentar como nós, os custos de logística e tudo mais.
Por outro lado, eu e a Ju concordamos que precisávamos nos preparar fortemente para tal empreitada, e fomos buscar novos amigos que estão com a gente até hoje e seremos gratos pela vida toda, nosso preparador físico Eden Carlos, nosso nutricionista Diego Nadalon, o Felipe e a Fernanda da Acreditando Centro de Reabilitação Neuromotora, amigos estes que durante dois anos nos prepararam para que chegássemos com gás total na Bolívia em 2018.

Em 2018 já estávamos mais conformados que nada na nossa vida era fácil mas estávamos muito confiantes que tudo conspirava a nosso favor, amigos e empresas surgiam querendo apoiar de alguma forma, várias matérias sobre nós já havia passado na televisão , o Instituto Montanha para todos estava devidamente aberto e já havia distribuído algumas Juliettis. Tínhamos decidido que neste ano passaríamos a viver viajando em um carro adaptado e o começo dessa nova vida seria a viagem à Bolívia. Porém, após um ano de conversa com uma montadora automobilística, fomos informados 2 semanas antes da data da viagem que não estariam mais com a gente nesse projeto, recebemos um balde de água fria.

Mas a expedição por um triz não foi por água abaixo junto com o nosso projeto de viver viajando. De última hora pegamos um empréstimo consignado na aposentadoria da Ju para comprar as passagens e levamos o cartão de crédito para os gastos na Bolívia. Dinheiro para pagar um cinegrafista, não tínhamos nada, e agora? Lembram dos nossos 3 Pilares: Determinação, Adaptação e AMIGOS?
Aí que aparece o “Tico Loco” com nome de batismo Marcos Terra, um baita fotógrafo que havíamos conhecido em um evento em Itatiaia (RJ) meses atrás e que nos salvou nos 45′ do segundo tempo. Ele estaria na Bolívia na mesma data e quando perguntamos se ele poderia nos ajudar, não pensou duas vezes e só foi! Mais um amigo que a vida me deu e que quero pra sempre junto comigo.

‘Julietti: Uma vida nas montanhas’ é muito mais que um documentário premiado em New York, é um verdadeiro marco na minha vida e na de todos os amigos que estavam lá com a gente fisicamente ou nos apoiando de alguma forma. É uma história onde contamos moedas para comprar o que precisava nos 17 dias de expedição, corremos em La Paz para comprar um microfone falsificado de péssima qualidade que tivemos que enrolar em um monte de atadura para melhorar um pouco a qualidade do som, andamos em meio ao feriado procurando um ferreiro para adaptar esquis na Julietti, pegamos neve com 1 metro e meio de altura onde não era para ter neve, fizemos amigos, demos risadas, estouramos o cartão de crédito, tivemos que pagar um empréstimo, fizemos história e o mais importante de tudo: continuei honrando minha promessa com a Ju, e mesmo com tudo isso, foi sim o começo da nossa nova etapa de vida onde vivemos viajando e em breve vocês poderão assistir os próximos capítulos dessa história.

 

There are no responses so far.

Spot

Spot

A SPOT Brasil traz soluções de comunicação via satélite para diferentes esportes e atividades outdoor! Através de equipamentos modernos e resistentes, permite o rastreamento em tempo real e envio de mensagens de SMS e Email, garantindo a comunicação em áreas remotas. Além disso, promove segurança aos atletas e entusiastas, e já realizou mais de 5.100 resgates no mundo. Hoje, a marca reúne um time de mais de 30 atletas brasileiros que compartilham suas histórias e desafios no SPOT Blog.

Patrocínio

Apoio