Menu Filtro

Diarreia na trilha, como administrar?

A diarreia é relativamente comum entre corredores, especialmente corredores de longa distância.

Uma das principais causas é o chacoalhar da corrida, que irrita o intestino. Associada com o fluxo de sangue reduzido no sistema gastrointestinal (direcionado para os músculos), acaba causando diarreia e outros sintomas.

Outras causas comuns para a diarreia na corrida são o estresse (especialmente antes de uma competição) e a alimentação pré-corrida; alimentar-se pouco tempo antes da corrida,especialmente alimentos ricos em fibra, gordura, lactose e proteína, que são mais difíceis de digerir, contribuem para a irritação do sistema gastrointestinal.

Para evitar distúrbios gastrointestinais algumas práticas parecem ser mais indicadas:

Alimentação

Procure utilizar carboidratos simples, de rápida absorção. Evite a cafeína, que estimula o processo digestivo, e produtos com lactose (leite e derivados – queijos, iogurte, etc. Evite alimentar-se logo antes da prova (< 2h antecedência).

Hidratação

Mantenha-se bem hidratado, procurando repor o líquido perdido. Bebidas com mais de dois tipos de carboidratos (como glucose e frutose) são as mais indicadas por pesquisadores.

Esteja preparado

Tenha as ferramentas necessárias (papel higiênico, álcool gel ou outro produto para higienização das mãos) para lidar com uma parada não-planejada na trilha e saiba a localização dos banheiros, quando houver!

Cuidado deve ser utilizado ao usar “rolhas”, medicamentos que controlam a diarreia. Caso a diarreia seja causada por uma bactéria, por exemplo, mantê-la dentro do organismo pode levar a uma séria infecção gastrointestinal. Caso a sua diarreia persista por mais do que 24h,

esteja piorando ou associada com outros sintomas mais sérios é hora de visitar o seu médico.

Bons treinos!

There are no responses so far.

Samanta Chu

Samanta Chu

Representante no Brasil e instrutora da Wilderness Medical Associates International (WMAI Brasil), ministra cursos no Brasil e no exterior desde 2011. Possui formação de Técnico de Emergências Médicas para Áreas Remotas (WEMT – EUA), é membro benfeitor do Grupo de Resgate em Montanha (Joinville, SC) e guia profissional conduzindo grupos em atividades outdoor diversas desde 2007.

Patrocínio

Apoio