Menu Filtro

Cape Epic 2022 – Uma vivência!

Sobre essa Cape Epic, vou poder contar com muito orgulho aos netos! Kkkk

Race Village em Lourensford

Foi a minha segunda participação nesta competição que tem 8 dias de duração. Começando por um Prólogo, onde são feitas as tomadas de tempo, e que definirá como na etapa seguinte, as duplas serão organizadas nos portões de largada.

Eu #222-2 e Mateus #222-1, na retirada dos kits

Como devem saber, essas Stage Races, sempre são disputadas em duplas. Isso ocorre principalmente, por segurança, uma vez que devido a transcorrer por trechos de difícil acesso, já que são na Modalidade Mountain Bike, em caso de acidente, será o teu parceiro que lhe dará os primeiros socorros. Nesta edição, tive mais uma vez o privilégio de estar ao lado do meu amigo Mateus Zandona, que desde 2017, vem sendo a minha dupla neste tipo de competição. E esse é um fator que contribuiu muito para que esta edição, desse muito certo.

Segundos antes da largada do Prólogo

A sintonia estabelecida entre os parceiros de um time é determinante para o bom “andar da carruagem”. O pace, objetivos, diálogo, rotina devem estar muito bem trabalhados entre a dupla, pois não é apenas durante as etapas que irão conviver. São vários dias convivendo praticamente 24h, seja em momentos bons ou difíceis. E tenha certeza de que a atitude de ambos tem influência no dia-a-dia. E mais uma vez, essa comunicação foi top.

Em uma das escaladas mais longas, na etapa de 118km de distância

Bom, iniciamos a competição realizando um prólogo com muita intensidade e ao mesmo tempo, tomando cuidados extras, pois este é apenas uma fração do que haverá pela frente. Fechamos este dia com tempo para encararmos o dia seguinte no Portão A. E dali não saímos mais até a etapa 7 que, com o prólogo, somaram 8 dias de prova,  33h49min de tempo total, 681km rodados e 16900m de altimetria acumulada.

Resultados ao final da prova

Fisicamente estávamos muito bem preparados, não sofrendo com dores musculares e suportando bem as exigências do terreno super variado da África do Sul. Nossos equipamentos também colaboraram demais, não sendo necessário nada além da revisão básica de uma etapa para outra. Também não sofremos com pneus furados, levamos poucos arranhões e mantivemos um ritmo super consistente e equilibrado.

Muitas trilhas e variações de terreno

Trechos técnicos, demandando muita agilidade e atenção

Se eu pudesse ter imaginado um dia fechar uma Cape Epic assim, e ainda com um 5º Lugar na Masters e em 33 na Classificação Geral entre 600 duplas, ainda assim acredito que teria parecido um sonho! Foi legal demais e busco encorajar todo mundo que um dia sonha, assim como eu já tive o privilégio, de encarar uma Cape Epic, pois é algo único.

Mais que o resultado, finalizar uma Cape Epic, é o principal objetivo

Valeu a torcida de todos e conto com essa energia para as próximas que ainda virão.

Grande abraço. Dá-lhe!

 

There are no responses so far.

Francisco Rotta Muller

Patrocínio

Apoio