Menu Filtro

5 dicas de como melhorar sua fotografia outdoor

Vamos combinar, fotografar √© a mesma coisa que olhar. Se voc√™ tomou tempo pra olhar ao longo da vida, fotografar fica um exerc√≠cio imediato: √© aprender a converter aquilo que voc√™ j√° v√™ ‚ÄĒ ou pelo menos sabe que est√° ali ‚ÄĒ pra uma imagem. E atrav√©s de um instrumento, a c√Ęmera.

Pra isso, queria trazer algumas dicas que me ajudaram nesses dois momentos. O momento de aprender a olhar e o momento de aprender a converter o que se olha (o que se imagina que se olha? O que se vê? O que parece ser? O que é? O que parece que está sendo? O que a gente sente como sendo, mas não sabe se realmente é? O que é e a gente não vê?) para uma fotografia.

Come√ßamos com o principal: aprender a olhar, pra conseguir ver. Depois vamos pra algumas formas de facilitar como se transforma aquilo que a c√Ęmera pode olhar (e n√£o ver, quem v√™ √© s√≥ a gente) numa fotografia, para que a gente possa ver atrav√©s do que a c√Ęmera olha.

1. Consciência plena do momento presente

Nenhuma fotografia √© tirada no passado ou no futuro. As fotos acontecem aqui e agora. Estar plenamente conectado com o momento presente √© a chave para perceber as din√Ęmicas da Natureza ao seu redor e os pequenos cosmos e ecossistemas acontecendo, por exemplo, na superf√≠cie de uma √ļnica folha daquela √°rvore. E, claro, sempre tamb√©m com a consci√™ncia das din√Ęmicas naturais que aconteceram no passado e v√£o acontecer no futuro, para que a gente possa se preparar melhor ainda pra quando o futuro virar presente.
O que eu uso pra melhorar isso: a meditação! Aprender a meditar e exercitar isso sempre que possível é a ferramenta certa para aumentar a concentração sobre seu entorno.

Montanhistas descansando e apreciando o momento presente em ascens√£o ao Vulc√£o Incahuasi, na Cordilheira dos Andes, de 6621msnm.

2. Tirar menos fotos

Hoje em dia com a fotografia digital, o ato de clicar foi um pouco banalizado. A gente sai abrindo e fechando o obturador para capturar tudo o que existe e, no meio desse excesso de material e informação, a gente se perde pra encontrar o que é realmente representativo no meio de tudo isso.
O que eu uso pra melhorar isso: tente fazer o exercício de sair pra uma viagem e estabelecer um limite de fotos. Para um fim de semana todo, só cinco fotos, por exemplo. Com isso você vai entender muito daquilo que é fotografável pra você, daquilo que não é, e vai poder se questionar sozinho o porquê isso ou aquilo pode fazer uma foto bonita ou não.

Bivaque no Pico do Lopo, dois dias de trilha em que essa foi a √ļnica foto tirada. Panor√Ęmica de duas fotos.

3. Lentes grande-angulares com boa abertura de lente

Lentes grande angulares fazem uma diferen√ßa enorme no produto final de uma fotografia de paisagem. S√£o as que mais se aproximam do efeito da vis√£o humana e que criam uma conex√£o grande nossa com aquilo que √© fotografado. Esse efeito tamb√©m pode ser conseguido atrav√©s de panor√Ęmicas com lentes com menor √Ęngulo de abertura, mas pra isso precisa de um trip√©. A facilidade de uma grande angular √© poder captar essas cenas de maneira r√°pida e eficiente.

Da mesma forma, lentes com grande abertura de diafragma ajudam a captar fotos mais claras, sem ter que aumentar demais a sensibilidade do sensor e portanto granular a imagem. Essas lentes s√£o, por exemplo, as f/2.8, comuns em grandes angulares.

Gustavo na palafita em frente √† sua casa, no Rio Canaticu, Ilha de Maraj√≥, Floresta Amaz√īnica. Foto tirada em 12mm com sensor crop da Nikon, resultando em 18mm.

4. Dominar a edição de imagem

Muito importante no produto final da foto é a sua pós-produção. Da mesma forma que existe um preparo grande antes de tirar a foto, também tem bastante trabalho pela frente depois que a foto foi clicada.

Dominar um bom software de edição de imagens como o Adobe Lightroom é essencial para poder usar dessa ferramenta para dar mais expressão à foto e chegar mais perto do sentimento que a gente quer transmitir.

O que eu uso pra melhorar isso: uma forma muito l√ļdica e f√°cil de entender como usar o Lightroom √© ir puxando cada um dos par√Ęmetros para um lado e pro outro e ir sentindo visualmente como a fotografia muda com cada um deles. No come√ßo √© normal testar tudo e √†s vezes at√© se confundir um pouco com o que mudou e o que n√£o. Mas, conforme o tempo passa, voc√™ vai ficando mais e mais consciente de como cada par√Ęmetro afeta sua fotografia.

Antes e depois da p√≥s produ√ß√£o em Lightroom em fotografia tirada no meio de planta√ß√£o de a√ßa√≠ na Ilha de Maraj√≥, Floresta Amaz√īnica.

5. Filtros

Pouca gente usa, mas são ferramentas incríveis pra ajudar na captação de imagens outdoor. O filtro polarizador, por exemplo, funciona como uma veneziana e ajuda que a luz captada seja preferencialmente do objeto a ser focado, e não aquele monte de reflexos e raios vindos de todos os cantos. Ele pode ser usado para escurecer o céu, por exemplo, ou mesmo para tirar os reflexos de luz na superfície de um lago, possibilitando ver melhor seu fundo.

O filtro de densidade neutra, outra grande ferramenta, possibilita fazer imagens em longa exposi√ß√£o sem ‚Äúestourar‚ÄĚ, ou seja, captar luz demais. √Č com ele que conseguimos fazer longas exposi√ß√Ķes durante um dia com luz intensa.

O filtro graduado √© outro interessante. Ele √© um densidade neutra que cobre parcialmente o enquadramento da c√Ęmera. √Č com ele que conseguimos, por exemplo, num nascer ou p√īr do sol, escurecermos o c√©u para equilibrar sua fotometria muito mais clara com a fotometria mais escura na terra, abaixo da linha do horizonte. √Č poss√≠vel combinar duas imagens e mesclar na p√≥s produ√ß√£o, mas o filtro graduado economiza esse trabalho e gera um produto de maior qualidade.

Fotografia de bromélia tirada na Serra da Mantiqueira usando filtro infra-vermelho.

 

 

 

 

 

 

Essas s√£o 5 dicas valiosas para melhorar a sua fotografia outdoor! Todas elas que uso sempre que saio para fotografar a Natureza.

A fotografia é um instrumento incrível de consciência e de realidade aumentada. Através dela que conseguimos saber mais sobre as leis da Natureza e o ambiente que nos cerca. Agradeço pela oportunidade de ter à disposição essa ferramenta e espero que todos aqui façam bom uso dela! ?

 

 

There are no responses so far.

Spot

A SPOT Brasil traz solu√ß√Ķes de comunica√ß√£o via sat√©lite para diferentes esportes e atividades outdoor! Atrav√©s de equipamentos modernos e resistentes, permite o rastreamento em tempo real e envio de mensagens de SMS e Email, garantindo a comunica√ß√£o em √°reas remotas. Al√©m disso, promove seguran√ßa aos atletas e entusiastas, e j√° realizou mais de 5.100 resgates no mundo. Hoje, a marca re√ļne um time de mais de 30 atletas brasileiros que compartilham suas hist√≥rias e desafios no SPOT Blog.

Patrocínio

Apoio