Menu Filtro

Hipertemia

A hipertermia acontece quando a temperatura central do corpo se eleva e passa dos 40°C. Este é um problema sério que pode levar à morte ou deixar sequelas permanentes caso não seja identificado e tratado imediatamente. Ela geralmente é resultado de exposição prolongada e atividade intensa em temperaturas muito elevadas, e pode estar associada à desidratação, embora nem sempre seja o caso.

Na corrida de montanha é um problema que pode ocorrer em tanto em corridas curtas como longas em locais muito quentes, como desertos, o cerrado e na floresta Amazônica. A combinação do exercício de alta intensidade associado às altas temperaturas ambientes e à falta de aclimatação dificultam a perda de calor pelo organismo, levando ao aumento da temperatura corporal central.

Entre os sinais e sintomas de hipertermia estão: alterações de estado mental (confusão, delírio, alucinações, convulsões), temperatura acima de 40°C, pele extremamente quente e possivelmente desidratação.

O tratamento é resfriamento imediato e agressivo, seja uma banheira de água com gelo ou um rio. Molhar e abanar pode ser a única opção embora demore muito mais tempo para que a temperatura abaixe para 39°C, uma temperatura menos crítica. E uma vez tratado todo paciente deve ser evacuado para atendimento médico, mesmo que ele se sinta bem após o tratamento, para o monitoramento de problemas que podem se desenvolver a seguir.

A hipertermia pode ser evitada com aclimatação ao clima quente (o corpo precisa ser exposto ao ambiente por diversos dias para melhores resultados), hidratação adequada (sem excessos!) durante a atividade e planejamento, evitando a exposição ao calor nos horários mais quentes do dia ou reduzindo o ritmo da corrida caso os horários de pico de calor não possam ser evitados.

Aprenda a reconhecer o problema e aja prontamente, você pode salvar uma vida!

Bons treinos,

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

There are no responses so far.

Samanta Chu

Samanta Chu

Representante no Brasil e instrutora da Wilderness Medical Associates International, ministra cursos no Brasil e no exterior desde 2011. Com formação de Técnico de Emergências Médicas (EMT – EUA), é montanhista e escaladora há 17 anos e praticante de diversas atividades outdoor. Guia profissional, lidera viagens e expedições em ambientes naturais com caminhada, escalada/atividades verticais e caiaque oceânico há 10 anos.

Parceiros

Apoio