Menu Filtro

Administração de bolhas nos pés

O melhor tratamento para bolhas é a prevenção, evitando que elas se formem em primeiro lugar! As bolhas ocorrem como resultado da fricção da pele do seu pé com o calçado, e há diversas medidas que podem ser tomadas antes do treino e da prova para evitar que as bolhas se desenvolvam.

Segue abaixo algumas estratégias que podem ser utilizadas e são eficazes. Contudo, tenha em mente que nem todas elas irão funcionar da mesma maneira para todas as pessoas, portanto pode ser necessário alguma tentativa e erro para descobrir o que funciona bem para você.

1. Evitando a formação de bolhas

• Tênis: devem ser do tamanho adequado, com algum espaço na frente para a movimentação dos seus dedos. Os tênis também devem estar amarrados adequadamente, sem folga excessiva, principalmente para evitar que a ponta dos seus dedos se choque contra a frente do calçado.

• Palmilha: substituir a palmilha do seu tênis por uma palmilha adequada para o formato do seu pé, para reduzir atrito e para proteger ossos proeminentes pode ajudar bastante. Consulte um especialista.

• Meias:

• meias mais grossas oferecem maior proteção mecânica e acolchoamento contra a fricção mas podem aquecer excessivamente os pés;

• meias sintéticas são mais indicadas que as de algodão pois absorvem a umidade da pele retirando o suor dos pés e promovendo a evaporação. O algodão retém a umidade contra a pele, a tornando frágil e mais propensa à formação de bolhas;

• usar duas meias, sendo a de dentro mais fina (liner), pode ajudar a reduzir a fricção entre seu pé e o calçado.

• Proteja pontos de fricção: Se você costuma ter bolhas com frequência nos mesmos locais experimente colocar um pedaço de esparadrapo de boa qualidade sobre o local antes do treino ou envelopar os dedos com esparadrapo (veja um exemplo aqui). O mesmo vale para áreas que ficaram sensíveis e avermelhadas após o início da atividade, indicando que uma bolha irá se formar em breve. Para melhores resultados é importante que a pele esteja seca e pode ser necessário aguardar alguns minutos a até que os pés estejam completamente secos antes de aplicar o esparadrapo.

2. Cuidando de bolhas que já se formaram:

Intacta: não drene, a não ser que ela esteja em um local onde irá se romper sozinha. Em geral bolhas pequenas e médias devem ser mantidas intactas. Reduza a pressão sobre o local fazendo um curativo de rosquinha no entorno da bolha com gaze ou moleskin (protetor adesivo) com a intenção de que a pressão ocorra sobre o curativo e não sobre a bolha.

• Estourada: se o local estiver sem pele ou com a pele rasgada remova a pele morta com ferramenta estéril, limpe a área com iodo diluído a 1% (certifique-se de que não há alergias ao iodo!) e cubra com curativo não-aderente ou curativo hidro coloide, ideal para essas lesões abertas pois irá ajudar a promover a recuperação da pele (este curativo pode ser substituído após alguns dias). Monitore por sinais de infecção (dor, vermelhidão, calor, pus).

• Drenando bolhas: drene somente caso seja necessário, pois uma vez que a bolha foi drenada existe o risco de uma infecção se desenvolver. Limpe a pele externamente se possível e faça uma, duas ou três pequenas incisões nas margens da bolha conforme o seu tamanho. Não retire a pele, apenas permita a drenagem do fluido. Cubra a região com curativo não-aderente, troque diariamente e monitore por sinais de infecção.

Outras dicas:

• Em geral parar logo para resolver um ponto de fricção que está incomodando vale a pena. O tempo gasto protegendo o local irá compensar por evitar que uma bolha se forme, causando dor e dificultando a sua progressão na corrida.

• Treine seus pés para o terreno que você irá encontrar na prova. O tipo de terreno (cascalho, areia, asfalto, terra, barro) poderá causar pontos de fricção em locais diferentes do que você está habituado em seus treinos. Sujeira dentro do calçado também pode levar à formação de bolhas.

• Retire o calçado e permita que seus pés arejem sempre que possível. • Mantenha os pés secos o máximo possível.

• Não experimente uma nova técnica durante uma prova!! Teste os diversos métodos e descubra o que funciona para você durante seus treinos.

Bons treinos!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

There are no responses so far.

Samanta Chu

Samanta Chu

Representante no Brasil e instrutora da Wilderness Medical Associates International, ministra cursos no Brasil e no exterior desde 2011. Com formação de Técnico de Emergências Médicas (EMT – EUA), é montanhista e escaladora há 17 anos e praticante de diversas atividades outdoor. Guia profissional, lidera viagens e expedições em ambientes naturais com caminhada, escalada/atividades verticais e caiaque oceânico há 10 anos.

Parceiros

Apoio